Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Projetos transformam óleo de cozinha usado em sabão ecológico

divulgacao-nexa

Um litro de óleo de cozinha, se descartado de maneira incorreta, pode poluir milhares de litros de água. Pensando nisso e com o objetivo de estimular o reaproveitamento deste item muito utilizado pela população em geral, duas escolas da rede pública de Aripuanã vêm dando um excelente exemplo de preocupação e cuidado com o meio ambiente. A alternativa sustentável consiste em uma campanha de coleta de óleo de cozinha usado para que posteriormente seja transformado em sabão líquido e em formato de barra. Além do ganho ambiental, os produtos estão contribuindo para reforçar a limpeza e higiene das famílias. As escolas participantes são: E.M. Maria Luiza do Nascimento Silva e E.E. São Francisco de Assis.

A ideia dos projetos nasceu durante as Oficinas de Construção de Projetos de Sustentabilidade de Baixo Custo, que compõem o escopo de atividades do Programa de Educação Ambiental da Nexa, realizado em parceria técnica com a Pacto das Águas. Conforme o coordenador técnico de Projetos na Pacto das Águas, Emerson de Oliveira, a ação desperta a conscientização ambiental frente ao desafio dos resíduos gerados pela população em geral. “Os projetos oferecem uma solução ambiental, além disso, proporcionam uma opção de renda às famílias que estão passando por dificuldades na pandemia. Outro aspecto é o apoio na higienização de suas moradias com a oferta de um produto de alto custo. Desejamos que os alunos possam replicar essa prática. O resultado não é apenas no campo ambiental, mas também nas questões econômicas, gerando oportunidades às famílias em situação de vulnerabilidade social”, observa.

divulgacao

Durante as oficinas, a Escola Municipal Maria Luiza do Nascimento Silva foi pioneira em enxergar no óleo de cozinha usado uma excelente oportunidade de cuidado com o meio ambiente e apoio às famílias. A partir disso, nasceu o projeto “Semeando Esperança: plantar e reutilizar para não faltar”. Para a diretora da instituição, Alessandra Andrade da Silva, a iniciativa surgiu em um momento com alta demanda pelo produto, em função da necessidade de medidas higiênicas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus. “Esta ação desperta em alunos, professores e familiares a consciência e a importância da preservação do meio ambiente ecologicamente equilibrado para esta e futuras gerações. A escola já produzia sabão para uso próprio, mas com o apoio da Nexa foi possível ampliar a produção e atendimento à comunidade”. Ampliando a iniciativa, a Escola Estadual São Francisco de Assis também definiu sua ação baseada no reaproveitamento de óleo de cozinha na produção de sabão líquido. O sabão produzido pelas instituições será distribuído gratuitamente para a comunidade, em especial as que precisam mais de material de higiene por conta da pandemia.

Educação Ambiental – A Escola Maria Luiza do Nascimento Silva atende 490 alunos, entre eles, a pequena Isabella Aymme de Paula ,10 anos de idade, que cursa o 5º ano do ensino fundamental. Para ela o projeto é muito interessante. “Eu recolho óleo da minha casa e dos meus parentes e levo para a escola. Estamos ajudando a reduzir o desperdício dele na natureza. É bom saber que a Nexa também ajuda em projetos como este, pois a empresa está no meu município e pode nos ajudar a melhorar a vida de todos”, afirma.

Saymon Emanuel Andrade de Lanes, de 10 anos, também está no 5º e último ano do ensino fundamental na Escola Maria Luiza e aderiu ao projeto. “Me sinto muito bem, pois sempre gostei de fazer de tudo o que a escola oferece e de contribuir com o meio ambiente. Nós alunos somos multiplicadores do projeto via Whatsapp.”, conta.

Como participar: armazene o óleo frio em garrafas plásticas e garanta que ela esteja tampada para evitar insetos e mau cheiro. Em seguida, o óleo deve ser entregue em uma das três escolas participantes. Confira o endereço e os horários de entrega.

Escola Municipal Maria Luiza do Nascimento Silva – localizada na Rua Missionário Paulo Leivas Macalão, 538, Jardim Planalto. A coleta teve início no último dia 10 e vai até o dia 31 de maio. A entrega do produto deverá ocorrer no horário comercial das 7:00 às 11:00 e no período vespertino das 13:00 às 17:00. A escola informa que irá trabalhar com a produção de sabão líquido.

Escola Estadual São Francisco de Assis – localizada na Rua Comendador Pedro Manoel de Oliveira, 121, Centro. Está sendo realizada uma campanha de conscientização interna antes de dar início às atividades. A escola já recebeu 40 litros de óleo usado que foram doados por uma empresa da cidade. A escola que atende alunos dos ensinos Fundamental e Médio irá trabalhar com a produção de sabão líquido.

Rodrigo Fonseca, Gerente Geral de Mineração do Projeto Aripuanã, afirma que iniciativas como esta são exemplos de que a Nexa tem caminhado ao lado da comunidade local na construção de legados socioambientais. “Parabenizamos todos os alunos, professores, técnicos e demais envolvidos pelo exemplo de consciência ambiental e compromisso com a sustentabilidade. Estamos preparados para o futuro e seguimos focados na construção de uma mineração mais inovadora e sustentável”, finaliza.

Fonte: Da Assessoria, Thiago Itacaramby

divulgacao-nexa

Deixe seu comentário:

sicredi

sicredi

grupo krupinski

grupo krupinski

Curta nossa fanpage

Mural de Recados

Deixe seu recado

Para deixar seu recado preencha os campos abaixo:

Para:  
E-mail não será publicado
(mas é usado para o avatar)
JOSE RUDY
terça-feira, abr 20. 2021 10:03 PM
abraço pra todos aripuanenses, filhos da terra

1 · 2 · 3 · 4 · 5 · »