Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Alunos são treinados em simuladores de alta tecnologia para operar máquinas pesadas no Projeto Aripuanã

treino

Para atender à demanda de mão de obra do Projeto Aripuanã, a Nexa e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT), estão promovendo o treinamento prático em simuladores aos alunos das turmas de Operador de Máquinas Pesadas. Foram investidos mais de R$ 6 milhões na aquisição dos equipamentos, que foram adquiridos do mercado internacional. Os simuladores irão oferecer, de maneira inédita na região Noroeste, alto nível de tecnologia à população aripuanense. A ação faz parte do Programa de Qualificação Profissional, que já vai para seu segundo ciclo e compõe a estratégia da empresa para operação das atividades prevista para 2021.

Os equipamentos estão instalados no Laboratório de Simuladores do Centro de Formação Profissional, que foi entregue no início do ano, após reforma na estrutura da antiga Escola Estadual Professor Elidio Murcelli Filho. Os simuladores são: IM 360 (kit para jumbo, LHD), LX 6 (caminhão fora da estrada) e o da Sandvik (Fandril). Os equipamentos possuem tecnologia moderna e dispõem de softwares que utilizam o princípio da realidade virtual, simulando os comandos das máquinas e reproduzindo virtualmente as condições de operação.

Na prática os alunos terão entendimento operacional do simulador e maquinário real. Eles vão aprender o princípio de operação, simbologia, leitura do painel, testes de freio, rotação do motor, modulação correta da transmissão, noção de espaço dentro do subsolo. A carga horária prevista é de dois a três meses, dependendo do tipo de equipamento que o aluno estiver sendo preparado para operar. Outro sistema de treinamento é a plataforma E-Learning, um ambiente virtual de aprendizagem, na qual os alunos estão em contato com os equipamentos por meio de simulações reais.

Para Rodrigo Fonseca, gerente geral de Mineração da Nexa do Projeto Aripuanã, a simulação de máquinas pesadas é indispensável para o processo operacional de subsolo.  “Estamos oferecendo o manuseio de softwares de última geração, além de simuladores que possibilitam aos estudantes situações reais no manuseio de maquinários utilizados em nossos processos operacionais. Além de proporcionar mais mobilidade, o simulador diminui o custo da capacitação e ainda elimina riscos de acidentes”, destaca.

Auxiliar de operação – Após as etapas iniciais do Programa de Qualificação Profissional, uma iniciativa da Nexa em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT), serão selecionados os alunos que desempenharam os melhores resultados para o cargo de Auxiliar de operação. Os alunos serão admitidos gradativamente pela Nexa e farão parte da mão de obra do Projeto Aripuanã. No total, mais de 500 pessoas foram aprovadas em um dos cursos do Programa, compostos por aulas teóricas e práticas, que estão sendo realizados em Aripuanã desde o ano passado. No total, são nove cursos gratuitos, divididos em seis diferentes áreas de atuação.

Fonte: Da Assessoria, Thiago Itacaramby

Deixe seu comentário:

sicredi

sicredi

grupo krupinski

grupo krupinski

Curta nossa fanpage

Mural de Recados

Deixe seu recado

Para deixar seu recado preencha os campos abaixo:

Para:  
E-mail não será publicado
(mas é usado para o avatar)
JOSE RUDY
terça-feira, abr 20. 2021 10:03 PM
abraço pra todos aripuanenses, filhos da terra

1 · 2 · 3 · 4 · 5 · »