Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Agricultores esperam produzir 126 toneladas de cacau em Colniza

mudas

As melhorias genéticas têm ajudado a aumentar a produtividade de lavouras em todo o Brasil. Em Colniza (1.065 km de Cuiabá), os agricultores têm investido no uso de materiais enxertados e clones com esse intuito. A previsão, com o uso da tecnologia, é que sejam produzidas 126 toneladas da amêndoa no município.

Ao todo, 26 agricultores familiares estão envolvidos na atividade. O número deve subir para 70 ainda este ano. Atualmente, Colniza tem uma área de 57 hectares com produtividade de 900 kg por hectare. O número também deve aumentar e chegar a 84 hectares plantados.

Segundo especialistas, as lavouras formadas por mudas enxertadas são mais uniformes, produtivas, precoces e de fácil realização dos tratos culturais. As mudas são fornecidas pela Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Após o plantio, a primeira colheita do cacau é feita três anos depois. A previsão é de colher até 1.000 kg/hectare, em 2023. A estimativa, no quinto ano de cultivo, ou seja, em 2025, é colher de 1.500 kg de cacau/hectare. A produção pode ser de 126 toneladas de amêndoa, em Colniza. O produto chega a ser comercializado em Rondônia.

No estado, o cultivo do cacau ocupa uma área de 880 hectares, com uma produtividade média de 660 quilos por hectare. Os dados são de 2017, quando 647 toneladas foram produzidas.

 

Fonte: O Livre, com Assessoria

Deixe seu comentário:

sicredi

sicredi

grupo krupinski

grupo krupinski

Curta nossa fanpage

Mural de Recados

Deixe seu recado

Para deixar seu recado preencha os campos abaixo:

Para:  
E-mail não será publicado
(mas é usado para o avatar)
JOSE RUDY
terça-feira, abr 20. 2021 10:03 PM
abraço pra todos aripuanenses, filhos da terra

1 · 2 · 3 · 4 · 5 · »